Você já se deparou com a situação de não saber como descartar corretamente os seus resíduos perigosos?

Em diversos processos industriais o descarte destes resíduos é feito de forma incorreta. O principal problema está na identificação e destinação dos mesmos – muitas vezes não há separação por tipo nem grau de periculosidade, podendo ocasionar a mistura de resíduos perigosos e não perigosos que acaba gerando um resíduo denominado perigoso misto ou contaminado.

Disposição de resíduos perigosos mistos

Para a resolução deste problema, a primeira tarefa a ser realizada é a identificação de todos os resíduos perigosos gerados e, em seguida, classifica-los de acordo com sua periculosidade, tais como definidas pela norma 10004:2004 da ABNT.

A Genos atualmente está realizando o processo de certificação ISO 14001 da empresa Husqvarna, grupo sueco que produz equipamentos para uso em floresta e jardim. Uma das melhorias pospostas e que já foi colocada em prática é a instalação de um contentor exclusivo para o recolhimento de luvas e EPIs contaminados com óleo antes que estes sejam descartados juntamente com papel e plástico (resíduos inertes).

Resíduos contendo óleo são considerados como sólidos perigosos e inflamáveis. As legislações brasileiras definem que a cor (Resolução CONAMA n. 275 de 2001) adequada para os recipientes de descarte de resíduos perigosos seja laranja e o símbolo (ABNT NBR 7500:2004) utilizado para sólidos inflamáveis seja uma pequena chama.

Quer saber mais sobre certificação e destinação adequada para os seus resíduos? Fale com a gente!

Conheça o nosso serviço de adequação de empresas às leis ambientais
Clique Aqui
Conheça o nosso serviço de adequação de empresas às leis ambientais
Clique Aqui